Memórias afetivas gastronômicas

Comida é algo que faz parte da nossa existência, todos nós temos lembranças com elas, alguém, alguma ocasião, algum lugar específico. Eu tenho inclusive lembranças de cheiros de comidas. Esse tópico é para vc contar de alguma memória afetiva deliciosa.

12 curtidas

Cheirinho de café feito a lenha… me lembra da infância quando ia na minha vó,me sentia no “céu” conexão total com a natureza e comigo mesma… é cheiro de aconchego, de zona segura…kk

7 curtidas

Lembro da época que forminha na casa da minha avó e o cheirinho do café da manhã era incrível, logo cedo já tava de pé. :face_holding_back_tears:

7 curtidas

Quando minha vó colocava pinhão na chapa do fogão à lenha pra sapecar, ficava maravilhoso e o ambiente no inverno bem quentinho :heart_eyes_cat::heart:

5 curtidas

o cheiro do cafe sempre me traz uma sensação de conforto e bem estar.

6 curtidas

Café e bolinho de chuva , me lembro das manhãs de domingo em que visitava minha vó.
Muitas saudades…

4 curtidas

Pasmem, não gosto de carne vermelha, mas minha avó fazia um bife de fígado que eu amava. Eu achava que todos os bifes de figado eram assim, mas não, só o dela ela maravilhoso e como ela sabia desta minha dificuldade em comer carne, sempre fazia para me esperar.

Enquanto a outra avó paterna no interior de Minas, catava as goiabas no pomar, tirava as sementes, cortava e colocava num tachão de cobre. O cheiro era algo fora do comum.

1 curtida

Pra mim é amendoim doce e coquinho. Meu avô costumava fazer pra gente. Quando era jovem, fazia pra vender, e minha avó diz que foi vendendo coquinho e amendoim no terminal de ônibus e juntando que ele conseguiu comprar o primeiro veículo

2 curtidas

Macarronada de domingo, minha Avó tem 83 anos e não muda o cardapio jamais! Amoo :smiling_face_with_three_hearts:

2 curtidas

O mais engraçado é que as memórias sempre são das avós kkkkk

Eu tava percebendo isso também @melise_olive! Hahahaha

Amiga!! Tem espaço suficiente pra eu contar aqui, não… mas vou me comportar e contar uma história que eu amo:

Minha avó era mineira, como a minha mãe (minha árvore genealógica é uma bagunça total) e a gente ama quitutes de Minas. Eu tinha uns 16 anos e ela foi nos visitar em Bauru, levando muito polvilho azedo caipira que ela havia trazido de Campo Belo numa visita recente. Eu falei pra ela: “vó, me ensina a fazer pão de queijo?” E ela não acreditava que minha mãe não sabia (e ainda não sabe) fazer.
Aqueles momentos em que ela me ensinou a fazer a massa, moldar e assar e depois quando nos sentamos pra comer pães de queijo quentinhos com café fresco passado no coador de pano, são a memória mais linda que tenho com ela. Quanto amor envolvido e como nós ficamos próximas. Bateu mó saudade dela, agora.

O bife lotado de pimenta do reino da minha avó (a mesma mineirinha do pão de queijo)… risos

Todo e qualquer prato da minha mãe… vou pra Bauru e só quero comer o arroz dela, que é tão bom que eu peço pra ela fritar um ovo pra eu furar a gema e deixar escorrer pra devorar tudo… minha mãe é incrível na cozinha… e faz pães maravilhosos.

É uma delícia termos essas lembranças tão vivas na memória, a conexão que temos com a comida e os laços que criamos através dela. Vc tem a gastronomia no sangue. Minha mãe não é muito chegada a cozinha, trabalhou fora a vida inteira, mas vez ou outra ela consegue, sabe fazer um Caruru maravilhoso. Mas, minhas lembranças dela não são na cozinha kkkkkk Minha avó materna também não era da cozinha, apesar do bife de fígado excepcional. Ela era professora e orientadora de ensino do estado do Pará, não conseguia ver ninguém analfabeto que já queria ensinar a ler e a escrever (principalmente as suas cozinheiras, muitas aprenderam). Mas a minha avó paterna, a mineira, era dona de casa e administrativava uma grande fazenda onde se produzia absolutamente tudo, muito além do café, queijo e a cachaça. Ela sabia fazer de tudo, inclusive a goiabada cascão.

Amiga, que mães e avós maravilhosas nós temos, não??? A sua mãe eu conheci e ela me encantou profundamente. Manda um super beijo pra dona Denise, por favor. Mas você tem razão, acho que a gastronomia está no meu sangue, mesmo.

E, com exceção da cachaça que só uso se for na culinária porque sou fraquinha demais pra bebida, sou fã de café, queijo, e goiabada cascão… nham

1 curtida

P mim cheiro de manteiga de quando minha vó fazia desbloqueia muita memória haha dá uma saudade

1 curtida